pesquisar neste blog
mais sobre mim
posts recentes

Módulo 6 – versão beta - testes

Módulo 6 – versão beta

Bugs detectados

Restruturação da lista de tarefas - módulo 6

Ponto da situação - 2 de Junho

Protecção de ficheiros FLV (o inicio)

Aula - 25 de Maio

Áreas que nos comprometemos a prototipar – versão beta:

Reunião - orientadores

Aula - 23 de Maio

arquivos

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

Quinta-feira, 24 de Fevereiro de 2011
#modulo1 // Briefing do projecto

 

I. Briefing

Há muito que os festivais de cinema são procurados por entusiasta e cineastas para promoverem o seu trabalho. Dos processos manuais, que obrigam o cineasta a enviar um DVD físico e a preencher de modo repetitivo os documentos de informação sobre a sua produção e as diferentes fichas de inscrição para cada festival, surgem hoje em dia as primeiras plataformas pensadas especialmente para os servir. Algumas destas plataformas abordam os processos de submissão de filmes, outras gerem as participações e a tendência é, cada vez mais, para um afunilar todas essas funcionalidades num único produto/serviço. A grande dificuldade reside em ir além daquilo que já existe e explorar novos caminhos, traduzindo o resultado da criatividade e inovação em vantagem competitiva.

A Festival Film Market quer a curto-médio prazo liderar o mercado internacional na prestação de serviços de submissão de filmes, gestão de participações e acessos a festivais de cinema conquistando novos clientes e estabelecendo parcerias com eventos reconhecidos mundialmente. Queremos simplificar o processo tradicional de participação em festivais, concebendo ferramentas intuitivas para o efeito, agilizando o processo de submissão e garantindo a comodidade dos nossos clientes, sejam estes cineastas ou os próprios festivais que com os nossos serviços deixam de ter a responsabilidade de gerir todo o processo de organização, catalogação e montagem de equipamentos.

No festival de cinema de Vila do Conde, onde será lançada a versão beta do nosso produto e serviço, existe uma sala onde é possível visualizar todas as curtas enviadas para concurso, um pouco semelhante ao que acontece em outros festivais onde existe uma área reservada, vulgarmente denominada de mercado, para visualização de todas as curtas submetidas para o festival independentemente de terem sido ou não seleccionadas.

Durante o festival apenas profissionais podem aceder a esta sala e aí seleccionar o filme por um processo manual recorrendo a um catálogo onde está descrita a informação relativa a cada filme, inclusive o número. Depois de escolhido esse filme é levantado pelo profissional que deverá dirigir-se para um dos computadores da sala para o poder ver.

No início deste projecto abordámos o problema na expectativa de conceber um sistema informático capaz de gerir o acesso ao mercado deste festival mas a presença de algumas limitações, sobretudo problemas de catalogação dado o grande volume de informação a armazenar, fez-nos repensar o projecto.

Surgiu então a ideia de explorar um pouco mais as potencialidades do conceito, implementando um sistema que para além da gestão dos conteúdos já existentes no festival, seria capaz de orientar digitalmente o processo de inscrição e submissão de filmes garantindo alguma comodidade e flexibilidade ao cineasta e ao próprio festival que se libertaria destes encargos.

De modo sucinto e com margem para alguma flexibilidade nos objectivos, pretende-se conceber uma plataforma capaz de difundir as participações e submissões de ficheiros via internet garantindo, simultaneamente, aos festivais os serviços de pré-selecção de filmes para concurso, de autenticação durante o decorrer do festival e assumindo ainda a responsabilidade de montar e configurar o servidor no mercado de qualquer um dos festivais, tendo neste caso particular como ponto de partida o Festival de Vila do Conde.

Abaixo iremos abordar de forma mais clara algumas funcionalidades planeadas. Por uma questão de organização e para facilitar a percepção do conceito da plataforma optámos por separá-las em dois grupos: a plataforma browser-based online e a aplicação off-line utilizada no mercado do(s) festival(ais).

Através da plataforma online será possível ao cineasta:

 

 

 

Através da plataforma offline será possível:

 

Claro que estas funcionalidades são apenas referências e poderão no decurso do projecto sofrer alterações. Fizemos questão de as referir uma vez que ajudam a compreender e a clarificar o nosso objectivo projectual.

 

 

 


tags:

publicado por marcio-reis às 16:51

Comentar:
De
Nome

Email

Url

Guardar Dados?



Email

Password



Comentário

Máximo de 4300 caracteres